Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Eu tô com falta de sol


Uou, 8 mêses de frio! Quem aguenta isso?!



"Eu gosto do sol que arde e cora e que descasca a pele das costas.
Eu gosto do sol que seca, quara, racha, que derrete, ensopa a roupa
Eu gosto do sol que o brilho cega e magnificamente colore as coisas.
Eu tô com falta de sol"

(Eddie)



segunda-feira, 4 de abril de 2011

Está abandonado não!

















































Só porque tá frio, tá cinza, tá chuva e tem chá do meu lado é que eu criei uma coragem pra escrever umas linhas. Tanta coisa aconteceu e eu querendo aproveitar de tudo que acabo esquecendo de atualizar o que passa e quando não é isso bate aquela preguiça que rouba tudo quanto é força que a pessoa tem e não consegue fazer o que quer que seja.


Ô minha gente, carnaval no meu Recife é meu combustível pra seguir feliz o resto do ano. Só digo uma coisa: Was amazing! Povo todo reunido, Eu Acho é Pouco, piscina, sol e o marrrrr... Como eu amo. 24 dias de férias, mas férias de quê pelamordedeus? Essa muié vive de férias. Pois sim, tirei um tempo do inglês e agora sinto que perdi metade dele pelas ladeiras de Olinda. Cada pulo que eu dava something ficava por lá mesmo. Mas isso se recupera e é por isso que hoje farei meu resumé pra tentar um trabalho voluntário.

Esse foi ano de recorde de neve aqui, nevou como nunca. E eu não acreditei quando cheguei do Brasil e ainda peguei neve em plena primavera de abril.

Eventos:

Uau, faz mesmo um tempo que não escrevo, nem falei de meu aniversário que foi em janeiro. Simplesmente perfeito. Café da manha no Zoe's com Rodrigo, diga-se de passagem que isso é quase como um eclipse solar, raro de acontecer pois Rodrigo nunca tem agenda livre, esse dia não teve professor e podemos fazer o que tanto gostamos (comer na padoca). Como era sexta sempre almoço com minhas amigas do curso. Almoço feito por japonesa foi dos deuses, dois bolos, champgne, vinho, brigadeiros... saímos de lá pra lá de feliz. Chegando em casa ainda fui pro Koreana, um restaurante badalado que tem um churrasco koreano divino. Pra digerir toda essa comida e bebida teve uma guerra de neve antes de chegar em casa :-)

Fui no evento esportivo do ano, uma partida de basquete, "a partida de basquete". Ingressos super esgotados, compramos 3 meses antes por causa de uma desistência e se no dia eu quizesse vender capaz de conseguir o dinheiro da passagem pro Brasil :-P
Celtics X Lakers, a maior rivalidade! Teve até a quebra de recorde de cestas de 3 e o TD Garden, que é o ginásio, veio abaixo. O que me deixou de boca aberta foi como é pacifico o duelo esportivo por aqui. Os torcedores dos dois times sentam juntos, pessoas andam sozinhas com o uniforme de seu time e ninguém fala ou faz nada. O futebol no Brasil está precisando de uma aulas. Bonito mesmo de se ver e emociona.

Brazilian party - fizemos uma festa de arromba. Muita música, dança, comida, povo feliz... Os gringos ficaram doidos, sambaram e tudo e eu esquentei as "juntas" pro dia seguinte. Fui esquiar! Uouuuu, delicioso! Lá em cima da montanha é lindo demais e descer é adrenalizante. As vezes eu não controlava o freio e o coração ia a mil.

Cortei meu pelo! Estou leve :-)

Ui, cansei! Até a volta então e espero que seja breve :-)

Ps. O blog não está abandonado não, sendo a dona quem é não se preocupem, demora mas sai.



segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Já estava em tempo!


































































Oi meus queridos,

Desculpem minha falta, na lata, eu estava com preguiça de escrever. Mas enquanto eu estava com preguiça as coisas continuaram a contecendo, o outono continuou seguindo seu rumo até que virou inverno. Ah, duro e tenebroso inverno de Boston! Puro e simples sofrimento. E o que fazer com os graus celsius, ops, por aqui se diz farenheit, que só faziam despecar mais e mais a cada dia? Simplesmente sofrer mais e mais. BUT, adoro essa palavra, meus textos em inglês são repletos de BUT, vou abrir outro adendo dentro do adendo, - meus textos em inglês sounds good!!! Não acham? Não vão pensando que sou uma grande escritora de textos em inglês, são coisas do tipo: I like chocolate but it makes me fat. Eu uso BUT pra tudo nesse mundo, tudo é uma desculpa pra usar BUT - fechando o segundo adendo. Continuando, BUT, junto com o frio veio a neve... ahhhhhh, a neve! Que linda que é, calma, silenciosa, as vezes faz um barulho, mas até seu barulho é tranquilo. Não tenho uma definição que possa se igualar com a beleza da neve, é hipnotizante, brilha, deixa tudo tão lindo, tão diferente. Existem zilhões de palavras pra tudo isso, mas eu sou as do tipo que é boa em sentir mas pra descrever é uma pequena lástima. Digo uma coisa, o sorriso em meu rosto é largo. E quando se anda pela neve ainda virgem, sabendo que ninguém pisou alí antes de você, são nuvens e são todas suas. Bem, não disfarço a idade que tenho, sou uma jovem senhora de 34/35 (28/jan will be my b'day), mas essa idade realmente não me pertence e quando neva, uh... sou mais jovem ainda, sou uma criança: tomo banho de neve, faço snowangels (bater os braços e pernas deitada na neve pra fazer o desenho de um anjo), fico pisando em tudo que é neve virgem, ando por aí fazendo um milhão de filmes e tirando mais que o dobro de fotos. Eu realmente gostaria que vocês sentissem isso, é estado de glória puro e simples. Pense numa nêga doida por neve, essa sou eu!

Creio que não tenho muitas novidades, sigo estudando inglês, meio de saco cheio confesso, mas sigo em frente. Desde o ultimo post fui à NY mais algumas vezes: na semana antes do natal passei uma semana lá, a cidade estava linda demais com seus enfeites, mas uma semana é tempo demais pra quem gosta de tranquilidade como eu, aquilo é turbilhão puro. Um pouco mais pra frente fui também visitar meu primo André que estava de turismo pelo país por quase 1 mês. Passamos quase dois dias juntos e foi massa estar perto de "um" família. O bichin, estava sofrendo com o frio e olha que deve ter pego -5, no máximo, hoje aqui, digo à vocês, está fazendo -20 com sensação térmica de -30. Sabe o que é isso? Nem eu tão pouco sei explicar, é indescritível. Uma pequena demosntraçao do que me aconteceu: quando eu estava no caminho da escola a dor no rosto era tão grande que naturalemtne saia água de meus olhos e quando eu batia as pestanas essa água, automaticamente, se convertia em cristais de gelo. Acho que com essa descrição da pra saber mais ou menos o que eu estou passando por aqui e porque eu estou tão necessitada de carnaval, sol, família e amigos como eu nunca estive em minha vida.

Creio que vou ficando por aqui, ainda tenho que procurar as fotos, baixá-las e isso dá um certo trabalho. Ah, se minha professora soubesse que ando escrevendo esse texto tão longo em portugues... ixe!

Hum, hoje eu comprei novos brincos para mim (sou do tipo que se usa o mesmo brinco até perder e então compro um novo, mas dessa vez fiquei com vontade de brincos novos, são três argolas, só pra constar, um pra cada casinha da minha orelha, estou feliz pela compra, só pra constar também).

Beijos afetuosos em todos e até a próxima onda de coragem pra escrever um novo post.

Foto 1 - Love em NY, dançado na chuva/neve.
Foto 2 - Árvore mais famosa de NY e acho que do mundo no Rockefeller Center.
Foto 3 - Chris, Ju, Cecília e eu caminhando pela 5th Av. pra ver a decoração de natal.
Fotos 4 - Charles River congelado e Boston ao fundo.
Foto 5 - Domus do MIT.
Foto 6 - Me metendo a patinar, foi até legal.
Foto 7 Meu primo André e eu em NY
Foto 8 - Vista da minha janela após uma nevasca.
Foto 9 - Harvard's snowman.
Foto 10 - Em frente a um dos portões de Harvard.
Foto 11 - Jogando neve pro alto.
Foto 12 - Tomando banho de neve.
Foto 13 - Meditação do calor :-)

Manú.



terça-feira, 23 de novembro de 2010

Balaio cheio de japonês!












Essa nêga anda numa preguiça!

Desculpa meu povo pela demora. Dá um certo trabalho escrever, buscar as fotos e organizar tudo aqui para publicar um post e eu ando um pouco sem tempo e quando o tempo aparece eu quero mais é ficar de bobeira. Mas vamos nessa.

Comecei minha aula de yoga, como havia falado no post anterior. Eu e uma amiga brasileira vamos juntas. E juntas somos as mais desengonçadas criaturas da face da terra. É ótimo, uma é pior que a outra, mas uma dá a força que a outra precisa pra não desistir das aulas. Só hoje que eu tive que pular a aula pois fui almoçar com meus queridos japoneses e comi demais! Meus queridos japoneses são meus amigos da escola. Tem muito asiático por lá e se não é asiático é descendente. Então sempre sou eu e uma japonesada nos programas semanais (almoços, passeios, viagens). Eu doro estar entre eles e me divirto bastante. Meu hobby preferido, agora, é ensinar português pra eles. Eu e outra brasileira, por sinal descendente de japonês (Haruê), estamos sempre passando mal de rir com essa turma. Pense num povo "sangue bom".

Vamos pela ordem cornológica das notícias:

Maratona de Nova York - http://www.ingnycmarathon.org/- Pois é, era uma vontade que eu tinha, um dia assistir essa maratona e lá estavamos à caminho no primeiro ônibus da madrugada do domingo, eu e meu marido, no dia em que os relógios voltaram 1 hora, pois era o final do horário de verão aqui. Chegamos lá era madrugadona, 3 da manhã. Simplesmente congelante o tempo, acho que nunca passei tanto frio. É que também estava ventando na cidade... aff! Ficamos caminhando pelas ruas da cidade, Times Square, 5th Avenida e por aí vai. Acabamos na Apple Store da 5th avenida (24h open pra nossa alegria). Lá dentro estava bem quentinho :-)
Quando começou a amanhecer fui dar uma caminhada com minha camera pra sentir como estva a cidade. Muitos ciclistas nas ruas, tudo já se organizando pra prova e na frente do Hotel Plaza um ônibus com muitos atletas de elite que já estavam se encaminhando para a largada. Com o dia já claro, mas ainda um frio de torar, fomos caminhar pela parte do percurso que fica dentro do Central Park até a chegada. Tudo maravilhoso, uma estrutura gigante. Então bateu uma fominha, né? Fomos tomar café no Zabar's, onde tem o melhor croissant que eu já comi. Falei do Zabar's da vez que fui à NY mas pros esquecidos e os que não viram aqui vai o link novamente - http://www.zabars.com/.
Depois do café voltamos pro local da prova pra tentar ficar num bom lugar e que maravilha, ficamos numa arquibancada na curva final da prova com direito a telão e tudo mais, perfeito. Torcemos muito pro Marílson dos Santos, o brasileiro que já foi campeão dessa mesma prova em 2006 e 2008, mas infelizmente não deu, ele chegou em 7th. Fora isso o restante foi demais, muita emoção nas provas dos cadeirantes, cada disputa acirrada. No feminino era tanto esforço que algumas atletas não seguravam os intestinos e passavam pela gente literalmente, desculpa mas não tem outra palavra, cagadas. Creio que isso deve ser normal pois elas estavam lá correndo na maior como se nada tivesse acontecido. E na prova masculina, o etíope campeão passou na maior folga do segundo lugar.
Bem, a maratona de NY era uma daquelas coisas que eu queria fazer antes de morrer e essa eu fiz, missão cumprida!

Esse mês a viagem da minha escola de inglês foi pra Plymouth. Fomos conhecer como nasceu o dia de ação de graças (Thanksgiven), que é o feriado mais esperado pelas pessoas, pois é longo, todo mundo viaja pra perto de suas famílias e é uma farra só. É sempre na última quinta-feira de novembro. Pois é, tem uma historinha sobre como nasceu esse dia mas estou meio preguiçosa pra contar e esse post já está ficando gigante e chato. Então se se interessam deêm, a palavra do momento, uma googlada (nem sei se é assim que escreve, mas o significado é: procurar no google).E a sexta, após o Thanksgiven, é a "Black Friday", o dia em que todo o país está com promoções de arrancar os cabelos, segundo eu escuto por aqui, é coisa de louco mesmo. TVs de plasmas que custam mais de $mil saem por $duzentos, por exemplo, e as pessoas se estapeiam pelos produtos... hauhauahuaua. Quero mesmo ver, acho que vou andar pela cidade nesse dia pra ver.

Amanhã é vespera de Thanksgiven, e feriadão pra mim será dia de descanso. Vejo vocês em breve com novidades sobre a patinação no gelo que já está funcionando na cidade:-)

Beijos em todos, xêros e abraços!

Foto 1 - Minha japonesada querida (Eu, Min, Haruê, Mari and Aya), sentido horário.
Foto 2 - Moça fina!
Foto 3 - Congelando em NY.
Foto 4 - A chegada da Maratona de NY.
foto 5 - Plimoth Plantation (Plymouth - MA), viagem com a escola de inglês.
Foto 6 - Turma do inglês.
Fotos 7 e 8 - Museu vivo, Nativos antes da chegada dos Pelegrinos no país.
Fotos 9 e 10 - Vila dos Pelegrinos e uma típica casa de Pelegrino na preparação da ceia de Thanskgiven.
Foto 11 - No topo sa Igreja/Corte da vila dos Pelegrinos, olhando o marzão :-)
Foto 12 - Mais da japonesada querida (Haruê, Takeshi, Eu e Aya)



sábado, 6 de novembro de 2010

Caminho se conhece andando!






















Bom dia queridos!

Começo meu post com a informação de que quebramos a barreira do 0 (zero) graus celsius, essa semana fez -1. É uma loucura porque é só o começo. Fala-se, por aqui, que chegaremos a, mais ou menos, -20. Bem, eu não consigo imaginar o que seja isso e nem tampouco como vou passar por essa temperatura. Só sei que ela está chegando e a galope. É engraçado ver nas ruas pessoas vestidas de todas as maneiras pra se proteger: tem as loucas feito eu que saem com muitas camadas de roupa, tem outros mais loucos ainda que parecem que vão esquiar na neve de tanto agasalho e todo tipo de protetor que se possa imaginar e tem os que eu considero que não são desse mundo, os que simplesmente saem de saia (mini-saia) e sem meias, sem luvas, de camisa normal ou um agasalho simples, de sandálias e por aí vai. Acho que esses alcançaram o nirvana (Ommmmm...)

Acho que o bonito do outono já aconteceu, agora a maioria das ávores já estão peladas. Tão louco imaginar que essas ávores, agora tão sem vida, com jeitão de velhas árvores adormecidas ou mesmo mortas, estarão lindas e cheias de vida na primavera. Tenho feito exercícios em minha mente pra viver o presente, o agora, desfrutar do que me é dado nesse instante, mas não deixo de pensar o quanto estou ansiosa pela primavera. Como diz minha amiga japonesa, companheira semanal de conversas em inglês: Poor ManueRa, tá Rascada! Hauhauhau... O "tá lascada" eu ensinei, mas não tem jeito dela falar certo, ainda bem, pois quando estou meio estressada com o inglês ou qualquer outra coisa, ela solta um "tá Rascada" e eu desato a rir, é instantâneo :-P

Essa semana comecei o nível 3 de inglês e a coisa já deu uma apertada. Está mais difícil, minha nova professora pega mais pesado, mas vamos que vamos.

Tenho mudado meus caminhos para ir à escola todas as manhãs. Não desço mais na estação perto, desço umas 3 estações antes e vou caminhando, sempre pelo Boston Common Park, mas por vias diferentes a cada dia, e é impressionate ver todos os dias um monte de senhores e senhoras, geralmente asiáticos, fazendo taichichuan no frio de torar. Vezes estão em grupos, vezes estão sós, mas sempre acompanhado de radinhos que os guiam nos exercícios. A Chinatown daqui fica próximo ao parque e eles desfrutam totalmente dessa vantagem. Preciso me munir um pouco dessa coragem.

Bem, mas pretendo começar minhas aulas de yoga na semana que vem e pra não dizer que é só da boca pra fora, já comprei meu tapetinho e já combinei com uma amiga de irmos juntas. Pelo menos a sala da escola de yoga é aquecida, não tenho desculpa.

Deixo vocês com um trecho de uma música do Chico Cesar que escutei essa semana e que acho que tem tudo haver comigo. Beijos e até o próximo post.



"Caminho se conhece andando
Então vez em quando é bom se perder
Perdido fica perguntando
Vai só procurando
E acha sem saber
Perigo é se encontrar perdido
Deixar sem ter sido
Não olhar, não ver
Bom mesmo é ter sexto sentido
Sair distraído espalhar bem-querer"



Foto 1 - Muitas árvores já estão adomercidas assim!
Foto 2 - Meus heróis do frio fazendo taichichuan no parque.
Foto 3 - Congelando minha mão esquerda porque não estava achando minha luva. Os pés estavam enterrados em um mar de folhas :-)
Foto 4 - Uma águia lindona e apressadinha, foi só o tempo de ligar a camera e ela se foi, quase que perco o click, mas aí está.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Colorido Outono!












































Olá queridos, tudo bem por essas bandas daí? Por aqui, tirando a saudade que doi, está tudo caminhando. Outubro realmente é um lindo mês por aqui, a cidade fica colorida demais por causa da "folhagem" (a mudança de cores das folhas e depois sua queda). Estou alucinada com tudo que vejo. Cada dia um novo colorido, é realmente incrível! Uma pena que junto com o outono vem o começo do frio, e começo do frio aqui é frio "pra se torar". Outro dia tivemos previsão de mínima de 1 grau, fiquei apavorada, botei umas cinco camadas de roupa e isso é horrível pra pele pois com o roçar constante das roupas de baixo cria-se uma bolinhas de alergia. Depois que se tira toda a roupa é um alívio só. E tem mais, você congela na rua e frita dentro do metrô, porque por mais que você se agasalhe nunca é sufuciente pro frio daqui, mas meu bem, quando entra no metrô e o calor começa você implora que o trem não demore durante a viagem e só sente as gotas de suor dentro das roupas. E depois ainda tem que andar mais um pouco no frio pra chegar até o destino, ou seja, sofrimento danado. Não sei como estará minha pele no final do inverno.


Outro dia resolvi pegar minha câmera e sair por aí em busca de boas fotos do outono. Gente do céu, é lindo demais isso aqui, eu não queria parar, tive uma tarde de domingo agradável demais. Nunca imaginei que fosso tão bonito!!! Aproveitei e fui por Harvard Business School e tirei as fotos que havia prometido.

Semana passada eu fui Pra Salém, a cidade das bruxas (Aqui se escreve Salem e se pronuncia Seilam). Tem dois filmes que falam das histórias que fizeram essa cidade famosa: As Bruxas de Salém e A Letra Escarlate. Mas Salém já foi uma importante cidade aqui de Massachusetts, até capital. Seu porto era o principal do estado. (http://en.wikipedia.org/wiki/Salem_witch_trials). A viagem foi uma excurssão promovida por minha escola de inglês. Saímos de Boston bem cedo de trem expresso e chegamos lá em 20 min., super rápido. A cidade, no mês de outubro, fica bem agitada por causa do dia das bruxas, mas mesmo assim é uma típica cidade de interior e pra falar a verdade não tem muita graça. Andamos um monte pela cidade e poucas casas tinham decoração. Os museus que mostram a história específica das bruxas é infanto-juvenil. Não vale a pena ir a não ser que tenha uma crianças/adolescente com você. Rápidamente andamos toda a parte histórica da cidade. Então fomos almoçar. E depois de toda a monotonia da cidade tive uma deliciosa surpresa com o restaurante que fomos. O lugar é bem antigo, Red's Sandwich Shop - http://www.redssandwichshop.com/. Parece ser frequentado pelas pessoas da cidade pois todos se conheciam. Comi uma costela de carneiro dos sonhos. Estava numa dúvida cruel entre salmão, lagosta ou carneiro, mas acertei em cheio! E inacreditavelmente a comida era muito barata, 7 dolares o prato. Owwww... felicidade tão grande.

Depois dessa experiência gastronômica fomos ao Peabody Essex Museum - PEM. Não é um museu relacionado as bruxas, mas um museu de arte, o mais antigo museu em funcionamento dos EUA - http://www.pem.org/. O prédio deve ter sido totalmente reformado pois é bem moderno. Maravilha de lugar, o acervo de Asian art é enorme e espetacular. Não pude nem acreditar que tive duas ótimas experiências, uma seguida da outra.

A cidade de Salém não tem charme e não tenho vontade de voltar lá, quer dizer, a cidade não tem charme mas o Red's e o PEM vale o retorno por diversas vezes. Deixa esse mês de outubro, bruxas, turismo... passar que voltarei mais vezes.

E para terminar por hoje: No domingo passado acordei bem cedo e fui encontrar uns Fellows (MIT students) para um café da manhã em Chinatown. Pense que antes de sair da minha cama quentinha eu pensei umas 50 vezes antes de ir. Estava um frio danado lá fora. Mas me enchi de coragem e fui. Experiência mais louca com cafés da manhã que já tive em minha vida, rolou até pezinho de galinha. E como eu gosto de experimentar fui com tudo. Confesso que o pezinho eu vou dispensar de uma próxima vez, não desceu bem. Mas o resto estava delicioso, bolinhos de todos os tipos, com verduras, camarões, porco, algas, arroz... Esse café já entrou na lista dos pontos turísticos da cidade. Excelente!!!

Um beijo bem grande, um abraço bem apertado. Estou com saudades de vocês! I like you.